Províncias

Enquadrados mais docentes

José Chaves | Nharea

O sector da Educação no município de Nharea, na província do Bié, integrou recentemente 35 novos professores. O chefe da repartição municipal da Educação, Barros Etandi, disse ontem ao Jornal de Angola que, nos próximos dias, vão ser enquadrados mais cem novos professores, apurados no último concurso público.

Novos professores vão trabalhar na Nharea
Fotografia: Jornal de Angola

O sector da Educação no município de Nharea, na província do Bié, integrou recentemente 35 novos professores. O chefe da repartição municipal da Educação, Barros Etandi, disse ontem ao Jornal de Angola que, nos próximos dias, vão ser enquadrados mais cem novos professores, apurados no último concurso público.
Estes professores já começaram a ser distribuídos por algumas escolas de diversas comunas, ombalas e localidades, para melhorar a qualidade de ensino.
Actualmente, o sector da Educação no município dispõe de 1.300 professores, número considerado insuficiente, atendendo à quantidade de alunos existente.

Centro de saúde


Um centro de saúde e uma residência para quadros do sector foram inaugurados na localidade de Tunda Chivaca, no município do Cunhinga, a 30 quilómetros a Norte do Cuito, capital do Bié, pela administradora local, Celeste Adolfo, na presença do governador Boavida Neto. O centro de saúde, com capacidade para internar 20 pacientes, possui banco de urgência, sala de consulta externa, laboratório de análises clínicas e uma farmácia. A construção do centro de saúde e da residência dos técnicos ficou orçada em mais de sete milhões de kwanzas. De acordo com governador provincial do Bié, as obras enquadram-se no programa de melhoria das condições de vida das populações.
“Paulatinamente, segundo as necessidades de cada localidade, vamos resolver os problemas”, garantiu o governador.
Durante a sua visita ao município, Boavida Neto visitou alguns empreendimentos sociais que estão em fase de conclusão, o hospital sanatório do Vouga e as obras do novo bairro social, onde estão a ser erguidas 200 casas evolutivas.  As obras começaram em Abril de 2012 e são da responsabilidade do Fundo de Apoio Social. As primeiras residências vão ser entregues no próximo mês.

Tempo

Multimédia