Províncias

Escassez de gás faz subir o preço

Delfina Victorino|Kuito

 A falta de gás de cozinha em todas as localidades do Bié tem originado a especulação de preços por parte dos revendedores, afirmou, ontem, ao Jornal de Angola, o director provincial do Instituto Nacional de Apoio e Defesa do Consumidor (INADEC).

 A falta de gás de cozinha em todas as localidades do Bié tem originado a especulação de preços por parte dos revendedores, afirmou, ontem, ao Jornal de Angola, o director provincial do Instituto Nacional de Apoio e Defesa do Consumidor (INADEC).
Filipe Baptista Viana disse que o INADEC, a Polícia Económica e os sectores de inspecção do Comércio e da Saúde estão a trabalhar para pôr cobro à situação.
“A aproximação da quadra festiva leva muitos comerciantes a aumentarem os preços das mercadorias, pelo que é importante que os consumidores denuncie essas situações” referiu.
 “A falta de transporte e de estruturas próprias têm dificultado a nossa intervenção nas localidades, onde não temos representações, mas, apesar dissi, mantemos um controlo eficaz, em colaboração com a Polícia Económica”, disse.
Andulo, Kamacupa, Chinguar e o Kuito são os municípios que têm representações do INADEC.

Tempo

Multimédia