Províncias

Excursionistas colocam placas de sinalização

Afonso Belo | Chitembo

Os integrantes da caravana turística denominada Raid Kwanza-Sul, que percorre há já alguns dias diversas províncias angolanas, colocou na terça-feira uma placa de sinalização na Estrada Nacional 250, que permite o acesso à nascente do rio Kwanza, na comuna do Mumbué, município do Chitembo, província do Bié.

Os integrantes da caravana turística denominada Raid Kwanza-Sul, que percorre há já alguns dias diversas províncias angolanas, colocou na terça-feira uma placa de sinalização na Estrada Nacional 250, que permite o acesso à nascente do rio Kwanza, na comuna do Mumbué, município do Chitembo, província do Bié.
A nascente do maior rio de Angola fica a sete quilómetros leste da EN 250, que liga as províncias do Bié e do Kuando-Kubango e regista um intenso tráfego rodoviário, devido à proximidade com a Namíbia.
Segundo o coordenador da excursão, Pedro Cristina, depois do Chitembo, a caravana segue para a província do Kuando-Kubango, antes de chegar ao Cunene, onde termina a excursão, organizada pelo governo do Kwanza-Sul e a Câmara Municipal da Almada (Portugal).
O Raid Kwanza-Sul/Almada integra turistas e jornalistas nacionais e estrangeiros .
Diana Palma Duarte, jornalista da Rádio Televisão Portuguesa, disse estar admirada com o desenvolvimento das localidades por onde a caravana já passou, contrariando os relatos de destruição que ouviu.

Tempo

Multimédia