Províncias

Extensão da rede escolar

Matias da Costa| Kuito

Duas novas escolas primárias construídas de raiz, nas localidades de Kapoco e Muquinda, município da Katabola,  província do Bié - comportando quatro salas de aulas cada com a capacidade para 50 alunos, sala de professores e outras dependências, foram entregues à administração local, sexta-feira, pela Agência Checa para o Desenvolvimento Rural.

Duas novas escolas primárias construídas de raiz, nas localidades de Kapoco e Muquinda, município da Katabola,  província do Bié - comportando quatro salas de aulas cada com a capacidade para 50 alunos, sala de professores e outras dependências, foram entregues à administração local, sexta-feira, pela Agência Checa para o Desenvolvimento Rural.
Situado  a 50 quilómetros da capital biena o município vai puder acolher mais de 200 crianças em idade escolar - situação que contribui significativamente na melhoria do sistema da Educação na província.
Antunes Sapalo manifestou, na qualidade de administrador do município, a sua satisfacção pelo facto de as crianças deixarem de estudar debaixo de árvores e ao relento, situação que na sua óptica não favorecia a dinâmica necessária à normal assimilação das mesmas. 
Por seu turno, o responsável pela Agência Checa para o Desenvolvimento Rural Hélder de Assunção Cambolo referiu que o objectivo social da organização nas zonas rurais, é o de proporcionar construções de cariz social com a inclusão de serviços básicos.  Hélder Cambolo indicou que o protocolo de cooperação assinado entre a Agência Checa e o governo do Bié comporta igualmente, a construção de residências para os técnicos que exerçam actividades nessas localidades. Refira-se de que as duas escolas foram construídas com um orçamento de 450 mil dólares americanos, tendo tido a duração de oito meses.

Nova escola em Kalonga

Mais de 600 alunos do I ciclo do ensino secundário da comuna da Kalonga, município do Cuvelai, têm, desde quinta-feira, uma nova escola, com seis salas de aula.
 O estabelecimento, orçado em 58,8 milhões kwanzas, construído no âmbito do Programa de Investimentos Públicos, foi inaugurado pelo governador provincial.   António Didalelwa congratulou-se por, com a entrada em funcionamento da escola, a primeira do género na comuna, os alunos deixarem de estudar debaixo de árvores.
A aluna Verónica Raimundo, que leu a mensagem de agradecimento, sublinhou que o momento era de alegria e que toda comunidade se deve unir para cuidar bem da escola.
A comuna de Kalonga tem 10.446 habitantes.

Tempo

Multimédia