Províncias

Falta de combustível preocupa habitantes

José Chaves | Nharea

Os habitantes da Nharea, Bié, têm de ir ao Andulo ou ao Cuito para terem combustível e lubrificantes, o que os levou a pedirem às autoridades que intercedam junto de quem possa resolver o problema.

Os habitantes da Nharea, Bié, têm de ir ao Andulo ou ao Cuito para terem combustível e lubrificantes, o que os levou a pedirem às autoridades que intercedam junto de quem possa resolver o problema. Jorge Chaves, empresário residente em Nharea, disse, ao Jornal de Angola, que a falta de um posto abastecimento cria problemas aos habitantes, sobretudos dos operários.  Para se adquirir combustível, lubrificantes e até gás de cozinha, lamentou, as pessoas são obrigadas a irem ao Andulo ou ao Cuito.
Angela Chilonga, também habitante de Nharea, corroborou as palavras de Chaves, a população vive imensas dificuldades e, por isso, apela à construção de postos de abastecimento de combustível e à abertura de lojas que vendam gás butano.  Para atenuar o problema, a população recorre a vendedores ambulantes, que comercializam os produtos em péssimas condições de segurança.
O município da Nharea, na província do Bié, com mais de 7.500 habitantes que se dedicam, essencialmente, à agricultura e ao comércio, é constituído por cinco comunas.   

Tempo

Multimédia