Províncias

Gestão das águas subterrâneas tema de estudo de pesquisadores

Pesquisadores da Escola Superior Pedagógica da Província do Bié (ESPB)   realizam estudos sobre o aproveitamento e gestão das águas subterrâneas, para aumentar e melhorar a distribuição desse bem à população.

Objectivo é melhorar o acesso da população à água potável
Fotografia: Edições Novembro

A informação foi avançada ontem pelo director-adjunto para a área científica da ESPB, Inácio Walima, durante um seminário sobre o estado do sector da Energia e Águas da província do Bié.
“O estudo pode  contribuir para a melhoria do nível de vida da população da circunscrição”, disse Inácio Walima, que ressaltou que o estudo pode ser fundamental no apoio às políticas do Governo local para melhorar a qualidade e distribuição de água à população. Segundo o académico, grande parte da população da província do Bié consome água subterrânea, mas com pouca qualidade. Por isso, Inácio Walima exortou  o Governo local a trabalhar mais para inverter o quadro.
Por sua vez, o director do Gabinete de Infra-estruturas e Serviços Técnicos do Go-verno do Bié, Abel Guerra, anunciou que 250.261 famílias vão beneficiar de água potável ainda este ano.
Para tal, informou, estão a ser construídos e ampliados novos sistemas de captação, tratamento e distribuição de água.
Abel Guerra acrescentou que o projecto, avaliado em  oito mil milhões de kwanzas, contempla a reabilitação de 146 pontos de água, que funcionam com bombas manuais e painéis solares.
Com uma população de um 1.455.255 habitantes, a província do Bié tem nove municípios, 30 comunas e 2.700 aldeias.

Tempo

Multimédia