Províncias

Governador pede denúncia das acções dos criminosos

O governador do Bié, Álvaro Manuel de Boavida Neto, exortou  no Cuito, a sociedade, mormente a juventude, no sentido de cooperar com a Polícia Nacional, na concretização das actividades que visam o combate à delinquência na província.

Governador provincial do Bié Boavida Neto
Fotografia: Edson Fabrízio | Cuito

Em declarações à Angop, o governador Boavida Neto referiu que o Governo Provincial prima pela segurança das populações, daí que em parceria com o Ministério do Interior (MININT) está a construir novas infra-estruturas, como postos policiais, unidades prisionais, comando dos bombeiros e outros a nível da região.
Todo o investimento do Estado, salientou, só tem real valor se a sociedade continuar a colaborar com a Polícia Nacional, sobretudo, na denúncia dos esconderijos dos marginais e dos actos de vandalismo que acontecem nas comunidades.
“Os delinquentes também são nossos familiares, vizinhos, amigos e se o cidadão não tiver a coragem de denunciá-los, a Polícia Nacional não faz bem o seu trabalho, mesmo empreendendo o máximo de esforço, em meios humanos e técnicos”, alertou o governador.
Na noite de final de ano, a Polícia Nacional notificou 13 crimes, menos cinco comparativamente a igual período anterior.  Destes crimes, constam ofensas corporais, acidentes de viação, difamação, agressões, entre outros, que resultaram na detenção de sete suspeitos.
Como causas dos delitos são apontados o uso excessivo de bebidas alcoólicas e outras drogas, divergências nos lares, falta de iluminação pública nos principais centros suburbanos e a inobservância das regras de trânsito.  No que diz respeito aos acidentes, nesta quadra festiva, muitos condutores envolvidos, tinham consumido álcool em excesso.

Tempo

Multimédia