Províncias

Governador recomenda atenção a Caiuera

Matias da Costa * | Catabola

A instalação de um sistema de captação de água e o fornecimento pontual de medicamentos na comuna de Caiuera, município de Catabola, foram os elementos recomendados segunda-feira, pelo governador provincial do Bié, às direcções provinciais das águas e da saúde.

Direcção de Energia e Águas já trabalha em vários programas mas o governador quer trabalho mais acelerado em Caiuera
Fotografia: Jornal de Angola

A instalação de um sistema de captação de água e o fornecimento pontual de medicamentos na comuna de Caiuera, município de Catabola, foram os elementos recomendados segunda-feira, pelo governador provincial do Bié, às direcções provinciais das águas e da saúde.
Álvaro Boavida Neto proferiu estas recomendações quando efectuou uma visita retrospectiva a comuna, para avaliar o nível de desenvolvimento local, e constatou a dificuldade na funcionalidade do posto médico e a falta de abastecimento de água potável, onde ouviu as necessidades daquela população. Boavida estabeleceu o prazo de um mês para a instalação de um sistema de abastecimento de água com vista a melhorar o consumo.
No plano da saúde, o governador orientou a direcção provincial da saúde para que, no período de quatro dias, solucione a questão do fornecimento de medicamentos ao único posto de saúde.
A reportagem do Jornal de Angola ouviu o director provincial da Energia e Águas, Abel Guerra, a respeito, que adiantou que a direcção está a implementar uma série de programas a nível dos municípios e comunas que visam melhorar o fornecimento de água.
Abel Guerra revelou à nossa reportagem que a direcção das águas estabeleceu um protocolo de cooperação com a empresa Emancil, para a construção de sistemas de captação e distribuição de água, e assegurou que brevemente a população de Caiuera vai passar a consumir água potável.
Outra preocupação manifestada pela população de Caiuera prende-se com o estado avançado de degradação do troço que liga a comuna aos municípios de Nharea e Camacupa. Boavida Neto explicou que a reabilitação do troço já foi adjudicada a uma empresa local, a Eminey, e garantiu que vai persuadi-la com vista a acelerar a conclusão das obras.

"Água para todos" beneficia mais pessoas

Mais de sessenta e três mil pessoas beneficiam actualmente do projecto “Água para todos”, levado a cabo em todas as localidades da província do Bié, garantiu o director da Energia e Águas, Abel Guerra.
Nove acções estão em curso e os trabalhos devem estar concluídos até ao final deste ano, com prioridade para as zonas rurais da província, para diminuir as doenças provenientes do consumo de água mal tratada.
Abel Guerra salientou que estão projectadas novas acções para os próximos dois anos, que consistem na ampliação e melhoramento dos sistemas de abastecimento das sedes municipais e comunais de toda a província.
Aquele responsável disse que em todas as localidades já é possível fazer uma avaliação positiva, tendo em conta o concurso das acções planificadas, enquanto que das novas acções em curso duas serão entregues brevemente.
O director da Energia e Águas adiantou que, até ao final do ano 2010, mais de 50 por cento da população vai beneficiar de água canalizada e potável.
O programa “Água para todos” prevê uma cobertura de 80 por cento, até 2012, e todos os esforços estão a ser evidenciados para alcançar a meta.
As zonas urbanas estão com projectos integrados e a cobertura será total até 2011, ao contrário das zonas rurais e peri-urbanas, por isso, a prioridade actualmente está virada para as zonas rurais, sublinhou.
O director da Energia e Águas explicou que as 30 sedes comunais e nove municipais estarão cobertas, na totalidade, com sistemas integrados de abastecimento de água potável até a data programada.
Os municípios de Catabola, Chinguar, incluindo as comunas de Somakuanza, Malengue, Mutumbo, Lúbia, Dando e Luando, são as localidades que possuem sistemas de água deficitários e necessitam ser ampliados.
Adiantando Abel Guerra justificou que, tendo em conta as dificuldades das estradas que dão acesso a estas localidades, estes municípios estão incluídos no projecto do próximo ano.
Respeitando os padrões recomendamos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), Abel Guerra garantiu estender o projecto do programa aos municípios do Chitembo, Chinguar, Nhârea e Camacupa, com vista a possibilitar o fornecimento do líquido.

* Com Delfina Victorino

Tempo

Multimédia