Províncias

Governo do Bié dá maior abertura ao ensino privado

Matias da Costa| Cuito

O Governo Provincial do Bié está a abrir o ensino ao sector privado para apostar na melhoria do sistema e reduzir o número de crianças sem escolas, disse ontem no Cuito o director provincial da Educação, Basílio Caetano.

Fotografia: JAImagens

O director provincial explicou que esta abertura surge do facto de as autoridades reconhecerem o papel fundamental das escolas privadas na solução dos problemas que afectam a população estudantil.
Nos últimos quatro anos, a cidade do Cuito, capital do Bié, assistiu à abertura de cinco unidades escolaresprivadas, com um total de 67 salas, destacou o director provincial. Como exemplo, Caetano referiu que os colégios “Cordeiros de Deus”, “Mualaca”, “Wandark”, “Janelinha do Saber” e o Instituto Médio Politécnico “AGP” matricularam este ano um total de1.954 alunos, desde a Iniciação ao Ensino Secundário.
A par das escolas privadas de níveis intermédios, o município do Cuitoregistou igualmente a abertura, este ano,de um Instituto Superior Politécnico do Bié que ministra os cursos de Direito, Psicologia, Pedagogia, Gestão e Economia, Enfermagem, Análises Clínicas e Engenharia de Telecomunicações. Segundo odirector provincial da Educação do Bié, este Instituto Superior Privado iniciou a actividade com 284 estudantes e 70 professores.
Basílio Caetano assegurou que as unidades escolares privadas têm uma intensa actividade académica e respeitam os perfis e requisitos exigidos pelo Ministério da Educação.
“Os currículos leccionados nestas instituições “estão fortemente orientados para o mercado do emprego”, finalizou o director.

Tempo

Multimédia