Províncias

Governo empreende esforços para aumentar as salas de aula

Matias da Costa | Cuito

O sistema de educação e ensino na província do Bié regista uma redução de 1.675 professores nos níveis primário, secundário e profissional, informou ontem, no Cuito, o governador provincial.

Milhares de estudantes matriculados no Bié
Fotografia: António Soares - Edições Novembro

Boavida Neto, que falava durante um encontro de auscultação das inquietações de diferentes estratos sociais da mulher na região, referentes aos sectores da Educação e Saúde, esclareceu que no ano de 2014 o sector da Educação controlava 15.300 professores, contra os actuais 13.625.
Boavida Neto fez entender à classe de mulheres que o quadro inquietante derivou da desistência de alguns professores, do reduzido número de enquadramento, assim como pelas mortes, reforma e ainda pelo fenómeno de abstinência nos locais de trabalho.
A este facto, junta-se a gravidade de milhares de crianças que se arriscam a ficar fora do sistema de ensino por insuficiência de vagas que se verifica desde a iniciação à 10ª classe, de acordo ainda com o governador do Bié.
Boavida Neto acrescentou, por outro lado, que esta inconformidade, com realce no município do Cuito, motivou o Governo do Bié a traçar um plano de resposta que visa encontrar soluções imediatas.
Com base numa reflexão profunda, sublinhou o governador, a direcção da Educação está orientada a efectuar estudos de avaliação de condições no sentido de ocupar alguns armazéns dentro da cidade, para se leccionar algumas classes do nível primário.
O governador do Bié informou, igualmente, que a rede de ensino na província controla 622 mil alunos no processo de aprendizagem, do ensino primário ao secundário, em 1.404 salas nos respectivos níveis, bem como 70 salas para o I e II ciclos.

Ensino Superior


O Governo da província do Bié está a desenvolver acções para que a população académica do Ensino Superior atinja uma cifra de seis mil estudantes até 2018.
As 4.120 vagas, sendo 1.476 no Instituto Superior Politécnico e 2.644 da Escola Superior Pedagógica, ainda desanimam a população que procura este sistema de ensino, de acordo com o governador do Bié. Boavida Neto realçou que estão a ser envidados esforços no sentido de se aumentar a capacidade de oferta nas duas instituições de ensino e citou como exemplo a construção de mais salas de aula para a Escola Superior Politécnica.
O governador acrescentou que a capacidade de oferta no domínio da formação é um ganho da paz.

Tempo

Multimédia