Províncias

Homens envolvidos dominam a maioria de casos registados

João Constantino | Cuito

Os homens continuam a liderar a lista de casos de violação e agressão contra mulheres e crianças nos lares, revelou na segunda-feira, no Cuito, o director provincial da Cultura, Álvaro Alves.

Ao discursar na abertura das jornadas de 16 dias de activismo contra a violência de género, afirmou que muitas mulheres costumam ser vítimas de agressão dos maridos, assim como dezenas de crianças são espancadas pelos pais.
Álvaro Alves pediu às vítimas para continuarem a denunciar os casos de agressão ou outro tipo de violência dentro e fora do lar, para que sejam punidos os agressores, ao mesmo tempo que considerou ser urgente banir este tipo de atitudes no núcleo familiar, onde deve reinar a harmonia e o amor.
As jornadas decorrem sob o lema “Família sem violência e o direito das mulheres” e a directora provincial do sector no Bié, Carolina Isaac, salientou que, durante os 16 dias de activismo contra a violência, é preciso estimular as denúncias contra os agressores, que liderados por homens,  e promover o diálogo como solução de todos os problemas do lar.

Tempo

Multimédia