Províncias

Hospital missionário no Bié precisa de mais enfermeiros

José Chaves | Chilesso

A falta de enfermeiros e médicos de diversas especialidades no Hospital Missionário de Chilesso, no município do Andulo,  está a preocupar as autoridades sanitárias.

O objectivo das autoridades sanitárias é baixar os índices de mortalidade nas comunidades
Fotografia: Eduardo Pedro

O director do Hospital Missionário de Chilesso, Benedito Chimuco, esclareceu que a unidade sanitária conta actualmente com 38 enfermeiros, acrescentando que as características do referido hospital exigem que haja pelo menos 150 enfermeiros.
Frisou que devido às chuvas aumenta o número de pacientes que recorrem àquela unidade sanitária, sem que haja resposta adequada. Apontou a malária, diarreias agudas, anemias e acidentes de viação como os casos mais frequentes.
O Hospital Missionário de Chilesso, inaugurado o ano passado pelo governador Boavida Neto, foi construído de raiz e apetrechado com equipamentos modernos. Tem capacidade para internar 54 doentes e presta serviços de medicina geral, pediatria, radiologia, farmácia, análises clínicas, ginecologia, cirurgia e maternidade. A unidade hospitalar de Chilesso dispõe também de serviços de apoio administrativo, cozinha e refeitório.

Tempo

Multimédia