Províncias

Igreja prepara jovens para acção social

Afonso Belo|Cuito

Jovens da Igreja Evangélica Congregacional em Angola “IECA” foram ontem na cidade do Cuito mobilizados para darem o seu contributo na pacificação dos espíritos, na reconciliação nacional e na construção de um país mais justo, harmonioso e igual para todos.

 
Jovens da Igreja Evangélica Congregacional em Angola “IECA” foram ontem na cidade do Cuito mobilizados para darem o seu contributo na pacificação dos espíritos, na reconciliação nacional e na construção de um país mais justo, harmonioso e igual para todos. O apelo foi anunciado no encerramento do seminário nacional de formação de líderes juvenis que decorreu de 13 a 17 de Julho na cidade do Cuito, sob o lema “líder formado, sociedade melhorada”.
No culto de encerramento, o director-geral do departamento de assistência social, estudos e planeamento da IECA, Luís Samacumbi, exortou os líderes juvenis a estarem preparados para enfrentar os mal-entendidos da globalização.
  “A juventude como força motriz da sociedade deve pautar a sua vida por práticas e actos que venham a contribuir para o desenvolvimento da nação e das comunidades onde vivem para criarmos uma sociedade mais justa, honesta e equilibrada, disse Luís Samacumbi. Os líderes juvenis devem estar preparados no combate ao alcoolismo, à prostituição, ao uso de drogas e à delinquência que só comprometem o seu futuro e o futuro da nação, acrescentou.
“Qualquer família, congregação religiosa ou país, orgulha-se por ter jovens exemplares, estudiosos e trabalhadores, daí o papel da juventude na dignificação da pátria”, afirmou Luís Samacumbia. Por isso, aconselhou os jovens a seguirem os mandamentos de Jesus Cristo, para atingirmos uma sociedade saudável em que todos trabalham para a pacificação das mentes.
Durante três dias, sob o lema “que tipo de líderes para enfrentar os desafios do presente e do futuro” os participantes discutiram temas ligados à liderança e mobilização das comunidades, gestão financeira e procedimentos administrativos.
Os jovens discutiram igualmente o evangelismo e técnicas de evangelização, secretariado e modelos estatísticos para o controlo dos membros e técnicas para trabalho em equipa. 
Participaram no seminário mais de 300 jovens das províncias do Huambo, Bié, Huíla, Luanda, Benguela, Kwanza-Sul, Moxico, Namibe e Malange.

Tempo

Multimédia