Províncias

Instituto Agrário encerra ano lectivo com o lançamento de novos técnicos

José Chaves| Andulo

O Instituto Médio Agrário do Andulo, na província do Bié, lançou 121 novos técnicos para o mercado de trabalho, que terminaram os cursos de mecanização agrícola, produção animal e vegetal.

Os estudantes recebem aulas teóricas e práticas ministradas em campos agrícolas
Fotografia: Jornal de Angola

O Instituto Médio Agrário do Andulo, na província do Bié, lançou 121 novos técnicos para o mercado de trabalho, que terminaram os cursos de mecanização agrícola, produção animal e vegetal.
Os novos técnicos fazem parte do terceiro curso ministrado no instituto e foram apresentados durante a cerimónia de encerramento do ano lectivo de 2012.
O director do Instituto Agrário do Andulo, António Sicato, reconheceu que os três anos de formação foram de “uma grande batalha” e que os técnicos estão habilitados a trabalhar em qualquer instituição do ramo.
“Temos resultados que nos mostram que os nossos objectivos têm sido atingidos porque muitos alunos continuam os estudos no ensino superior na Faculdade de Agronomia no Huambo, enquanto outros têm boas referências no mercado de trabalho”, disse.
António Sicato reiterou o compromisso do governo provincial do Bié em apoiar os estudantes finalistas do curso médio de agronomia, que reúnam os requisitos necessários para conseguirem o seu primeiro emprego na função pública. O Instituto Médio Agrário do Andulo é uma instituição de referência na formação de técnicos de mecanização agrícola, produção animal e vegetal.
Criado em 2008 e com capacidade para 1440 alunos, dispõe de laboratórios de física, química, biologia, informática multimédia e zootecnia. A par das aulas teóricas, os estudantes recebem aulas práticas ministradas em campos agrícolas por eles cultivados e num aviário para a produção animal.
As instalações do instituto ocupam uma área de mais de 10.868 metros quadrados.

Tempo

Multimédia