Províncias

Instituto do Consumidor tem dificuldades no Bié

A falta de meios de transporte para a movimentação dos técnicos do Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (INADEC) dificulta a actuação desta instituição em estabelecimentos comerciais e mercados públicos.

O director do INADEC no Bié, Filipe Baptista Viana, disse ontem à Angop que a instituição recebeu, no primeiro trimestre de 2014, mais de 100 queixas sobre infracções praticadas pelos comerciantes, sem no entanto ter actuado por falta de meios de transporte. Os serviços do INADEC devem estar mais próximos do cidadão consumidor, para acompanhar a qualidade dos produtos que são oferecidos às populações.
INADEC tem realizado  campanhas de sensibilização nas praças e lojas sobre os direitos do consumidor, exortando a população a denunciar qualquer infracção por parte dos agentes comerciais.

Tempo

Multimédia