Províncias

Instituto do Emprego apoia empresas

Matias da Costa| Cuito

Responsáveis de empresas públicas e privadas da província do Bié estiveram reunidos na cidade do Cuito, com a direcção do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional para definirem o perfil dos formandos e posteriormente fixar vínculos contratuais de trabalho.

O encontro marcou o encerramento de mais um ciclo de formação que lançou no mercado de trabalho 234 formandos.
Durante o encontro, os empregadores lamentaram os custos e as dificuldades encontradas em financiar a formação profissional aos trabalhadores das suas empresas. Os empregadores foram unânimes em destacar a idoneidade do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional na qualificação dos jovens e afirmaram que fornecem garantias de contratação para a sustentabilidade das empresas. Apontaram também os ramos hoteleiro e da construção civil como as áreas com mais necessidades.
O responsável da Direcção Provincial do Bié do Emprego e Segurança Social disse que o encontro visou, em primeiro lugar, apresentar as qualidades dos formandos aos empregadores, para que estes, em função das suas necessidades profissionais, encontrem o perfil de formação que se adequa à empresa.
António Caquarta informou que no final de cada curso,o Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional por intermédio do Ministério do Emprego e Segurança Social, passa a convocar os empresários com vista avaliar se os formandos respondem às reais necessidades do nercado de trabalho.
A província do Bié dispõe de cinco centros de formação profissional com unidades móveis, em todos os municípios.

Tempo

Multimédia