Províncias

Jovens da província do Bié em formação profissional

Cerca de 300 jovens vão frequentar este ano na província do Bié cursos nos centros de formação técnicoprofissional, afirmou à Angop o director provincial da Educação.

Basílio Caetano disse os cursos são de electricidade de baixa tensão, informática, pintura, canalização e ladrilharia, decoração, culinária, pastelaria, serralharia e carpintaria.
Após a formação, declarou, os que tiverem bom aproveitamento recebem do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP) certificados e ferramentas de trabalho, que lhes permite criar microempresas
“Vamos procurar potenciar os jovens após a conclusão do curso para que possa se inserir no mercado do emprego. A nossa itenção é vê-los a enquadro  serem bem aproveitados para que possa sirvir a sociedade”, disse o responsável.

Belo horizonte

Belo-Horizonte, Cunhinga, 30 quilómetros a norte do Cuito, na ptrovíncia do Bié, passou a ter um centro comunitário para150 crianças até aos cinco anos de idade, construído no âmbito do Programa de Combate à Pobreza.
Administradora do município do Cunhinga,Celeste Elavoko, municipal sublinhou o empenho do Governo Provincial na construção de infra-estruturas sociais, especialmente as destinadas às crianças da localidade.
Celeste Elavoko referiu a importância do centro, onde as crianças estão em segurança enquanto os pais trabalham e aprendem as regras de convivência social.

Mortes por raiva


No ano passado registaram-se no Bié 23 mortes por raiva, revelou o chefe de secção das grandes endemias da Direcção Provincial da Saúde.Nelson Stover  disse que em relação ao ano anterior houve menos mortes causadas por mordeduras de cães raivosos devido à realização das campanhas de vacinação de animais de estimação.Também no ano passado as autoridades sanitárias registaram 2.121 casos de mordeduras de cães, suspeitos de terem a raiva contra 3. 478 de 2013.

Tempo

Multimédia