Províncias

Locais turísticos à espera de investimentos

Delfina Victorino | Cuito

A província do Bié tem 40 centros turísticos, 530 quartos para hospedagem em hotéis, pensões e estalagens, disse quarta-feira o director provincial da Indústria, Comércio, Hotelaria e Turismo. 

Apesar das obras em curso muito ainda há por se fazer para dar outra imagem à região
Fotografia: Jornal de Angola

A província do Bié tem 40 centros turísticos, 530 quartos para hospedagem em hotéis, pensões e estalagens, disse quarta-feira o director provincial da Indústria, Comércio, Hotelaria e Turismo. 
Para Jorge Ndongo, que falava ao Jornal de Angola, os nove municípios da província do Bié oferecem locais turísticos e belas paisagens, capazes de encantar qualquer visitante.
A cidade do Cuito, referiu, é a única localidade que conta actualmente com um hotel. O Hotel Cassoma, de duas estrelas, possui 71 quartos, bar e restaurante.
O director provincial do sector hoteleiro solicitou a intervenção da classe empresarial com vista à restauração,implementação e construção de infra-estruturas turísticas na região.
Jorge Ndongo apontou o centro turístico da Chicava, no Cuito, como uma referência, devido ao elevado índice de visitantes.
A Chicava possui uma lagoa aprazível. Possui igualmente um bar,  restaurante, parque de estacionamento de viaturas, alojamentos e segurança.


Interior da província 
 

O município do Andulo, a norte do Cuito, possui apenas uma unidade hoteleira e pensões de pequena dimensão.
 O hotel Marinela tem quartos, suites e restaurante. Andulo tem locais turísticos, como as águas termais, que se encontram na comuna de Cassumbe, a 50 quilómetros da sede do município.
Entre os centros turísticos mais referenciados na província do Bié, segundo Jorge Ndongo, destacam-se as cascatas no município de Catabola, as quedas de água do Leibi e as zonas verdes no município do Kunhinga.
O “roteiro turístico” inclui as quedas de água do Kuquema, do Mutumbo e do rio Luando, o centro da Chissamba e a floresta do Munhango.
Mas a degradação das vias de acesso para algumas zonas tem impossibilitado a implementação de projectos turísticos, esboçados por empresários nacionais e até mesmo estrangeiros.
Os proprietários dos hotéis Girão, Belo Monte e Cuito estão a restaurar os seus imóveis, a fim de melhorarem as condições de alojamento e serviço.
No município do Chinguar, a 75 quilómetros da cidade do Cuito, localiza-se a montanha da Nossa Senhora do Chimbango. Nesse local, realizam-se, a 13 de Maio de cada ano, concentrações da Igreja Católica.
No município do Chitembo, a 172 quilómetros da cidade do Cuito, está a nascente do rio Kuanza, na comuna de Soma Kuanza.
O director Jorge Ndongo revelou que existem projectos para a construção de mais hotéis nos municípios do Cuito, Andulo, Camacupa e Chinguar.
O director provincial da Indústria, Comércio, Hotelaria e Turismo acrescentou que em seis anos de paz tem sido possível vislumbrar o crescimento do turismo e o interesse de investimento da classe empresarial. 

Tempo

Multimédia