Províncias

Mais casas nos municípios

Delfina Victorino | Cuito

O programa de construção dos 200 fogos habitacionais nos nove municípios do Bié decorre a bom ritmo, afirmou ontem o director provincial das Obras Públicas e Urbanismo.

O processo de construção de moradias sociais nos municípios do Bié decorre em bom ritmo
Fotografia: Delfina Victorino|Cuito

André Kakuarta disse que os municípios do Chinguar e Nharea já contam, neste momento, cada um com 85 casas construídas, ao passo que em Cunhinga faltam apenas os últimos trabalhos de reboque nas casas em construção.
O município de Catabola dispõe de 33 residências, todas concluídas no âmbito do programa de construção dos 200 fogos habitacionais na região.
Em relação aos municípios de difícil acesso, como Cuemba e Chitembo, o Governo Provincial criou métodos favoráveis para minimizar as dificuldades.
O director provincial das Obras Públicas e Urbanismo do Bié salientou que, apesar das chuvas em todos os municípios, as autoridades governamentais estão a redobrar os esforços para a conclusão da primeira fase, ainda este mês.
Dentro do programa, referiu o responsável, está prevista a construção de 50 casas, distribuídas pelas comunas no sentido de facilitar o alojamento de quadros provenientes de diversas localidades do país.
Os centros administrativos de cada município também vão beneficiar da construção de casas.
Neste ano, o Governo Provincial do Bié prevê ainda a construção de 400 salas de aulas em todos os municípios, tendo em conta a explosão demográfica que se verifica, nos últimos anos.
O director das Obras Públicas garantiu igualmente que em todas as sedes municipais estão a ser erguidas escolas, com 12 salas de aulas,  para todos os ciclos de ensino, tendo em conta as necessidades da cada região. Os municípios de Camacupa e Andulo vão também ganhar duas escolas de 12 salas cada.

Tempo

Multimédia