Províncias

Mais crianças a estudar no Chitembo

Delfina Victorino | Chitembo

O aumento das salas de aulas no município do Chitembo, a cerca de 150 quilómetros do Cuito, está a incentivar os pais e encarregados de educação a enviar as crianças para as aulas, tirando-as da actividade de cultivo.

Pais e encarregados de educação estão a mudar de atitude e enviam os filhos às aulas
Fotografia: Jornal de Angola

O aumento das salas de aulas no município do Chitembo, a cerca de 150 quilómetros do Cuito, está a incentivar os pais e encarregados de educação a enviar as crianças para as aulas, tirando-as da actividade de cultivo.
O administrador municipal, Daniel Mucanda, disse que, a par do aumento de salas, a mudança de atitude por partes dos encarregados de educação deveu-se à grande campanha de sensibilização, com a intervenção das autoridades tradicionais, sobre a necessidade das crianças estudarem.
Em resultado deste trabalho junto das populações, as salas da municipalidade têm agora mais meninos a aprender a ler e a escrever, ao contrário do que acontecia noutros tempos em que, durante o período de aulas, eles iam para os campos agrícolas.
O administrador disse que os esforços que as autoridades estão a desenvolver na construção de novas escolas, hospital, centros e postos médicos, agências bancárias e o surgimento do Balcão Único do Empreendedor (BUE), vão dando outra imagem ao município do Chitembo. />Daniel Mucanda afirmou que a Estrada Nacional 140, que dá acesso ao município do Chitembo, está completamente asfaltada. A construção de residências para albergar professores, médicos e enfermeiros, para garantir uma oferta de serviços de qualidade, é outra das apostas da administração.
 As vias terciárias, que dão acesso às restantes comunas e bairros, necessitam de uma intervenção urgente por se encontrarem em péssimo estado de conservação, daí que as atenções estejam igualmente voltadas para este sector. O administrador do Chitembo disse que a agricultura e a pecuária representam a base de sustento dos munícipes da circunscrição. Em função disso, salientou que estão a ser feitos esforços para incentivar o investimento empresarial.
A municipalidade possui paisagens, como quedas de água, rios e florestas, que podem ajudar na arrecadação de receitas para o Estado e, consequente, ao fomento do turismo. “Vamos investir mais e explorar estas potencialidades locais”, rematou.

Tempo

Multimédia