Províncias

Mais energia eléctrica

Delfina Victoribo|Cuito

A escuridão que se verifica nos últimos meses na cidade do Cuito, província do Bié, devido ao fraco abastecimento de energia eléctrica, tem os dias contados, segundo o director provincial da Energia e Águas.

Obras na rede de energia decorrem em ritmo acelerado
Fotografia: Edições Novembro

A escuridão que se verifica nos últimos meses na cidade do Cuito, província do Bié, devido ao fraco abastecimento de energia eléctrica, tem os dias contados, segundo o director provincial da Energia e Águas.
Abel Guerra Paulo  garantiu, à nossa reportagem, que estão a ser criadas as condições para a província do Bié ficar interligado ao sistema nacional de electricidade, a partir de Laúca e outras fontes de aproveitamento hidroeléctrico.
O director provincial da Energia e Águas  acrescentou que as linhas de transporte que vão levar energia até ao Bié, proveniente de Laúca, já começaram a ser instaladas e poderão satisfazer as actuais necessidades da população.
Quanto ao potencial hidroeléctrico da província do Bié, o responsável pelo sector de Energia e Águas assegurou que existem grandes capacidades, que também podem ajudar a ultrapassar a carência existente neste sector.
"Com o surgimento e a expansão dos novos bairros periféricos adjacentes ao centro da cidade do Cuito, o sector energético não tem correspondido às necessidades dos moradores", sublinhou o director da Energia e Águas, acrescentando que a província do Bié conta actualmente com 22 megawatts, insuficientes para corresponder à procura.
O responsável do sector explicou que a província do Bié necessita de 40 megawatts, para reduzir a carência energética enfrentada pelos habitantes. Segundo Abel Guerra Paulo, foram lançados vários projectos relacionados com o aumento da potência em todas as sedes provinciais, para restabelecer o sector energético do país.
Para o responsável da Energia, estão a ser construídos aproveitamentos hidroeléctricos importantes a nível nacional, que vão ser interligados com todas as províncias do país.

Tempo

Multimédia