Províncias

Milhares de moradias concluídas no Cuito

João Constantino | Cuito

As primeiras residências da nova centralidade do Cuito podem começar a ser entregues a partir de 2017, quando estiveram concluídos os serviços de captação e distribuição de água, a central de tratamento de águas residuais, assim como o sistema de fornecimento de energia eléctrica e de melhoria do saneamento básico, garantiu terça-feira, ao Jornal de Angola, o director Nacional do Urbanismo.

A conclusão das obras está a depender dos fundos da linha de crédito da China,disse Fernando Francisco.  “A construção do sistema de captação de águas e de tratamento de águas residuais já teve início, estamos a verificar as infra-estruturas externas, como a energia e o saneamento básico”, disse Fernando Francisco, que acrescentou que cerca de 2.800 residências estão concluídas e prontas para serem habitadas.
Nesse momento, acrescentou, estão em fase de conclusão as construções de esquadras polícias, dos Serviços de Proteção Civil e Bombeiros, escolas do ensino primário e infantários.
Fernando Francisco anunciou a implementação do projecto de requalificação de alguns bairros da cidade do Cuito, no âmbito do projecto de infra-estruturas sociais integradas no município do Cuito e da comuna do Cunje.
A conclusão das referidas obras está prevista para Janeiro de 2017. O secretário de Estado do Urbanismo, Nhanga de Assunção, constatou na semana finda a execuções física das obras que vão beneficiar da linha de crédito da China.

Requalificação de bairros


Além da centralidade do Cuito, alguns bairros da cidade capital do Bié são requalificados, dentro do projecto de infra-estruturas integradas.
Durante a visita   à cidade do Cuito, o secretário de Estado do Urbanismo, acompanhado pelo vice-governador provincial para as infra-estruturas, José Chatuvela, visitou alguns bairros do Cuito.  O vice-governador provincial José Chatuvela disse que a requalificação dos bairros consiste no arruamento, serviços de drenagem de águas fluviais, sistemas abastecimento de água, iluminação pública e melhoramento das estradas.
“Estas obras de infra-estruturas integradas são feitas nos bairros Militar, Azul e São José. Vamos ainda construir uma circular e estradas que vão ligar às estradas nacionais aos bairros do São José, Chissindo, Paraíso, até à sub-estação de água, ao redor da cidade, para facilitar a circulação rodoviária “, concluiu o vice-governador provincial.

Tempo

Multimédia