Províncias

Milhares de moradias sociais entregues em breve no Bié

João Constantino | Cuito

A centralidade do Cuito tem mais de três mil moradias prontas para serem entregues a partir do primeiro semestre deste ano, garantiu sexta-feira o vice-governador para as infra-estruturas, José Chatuvela, durante uma visita de campo feita na localidade pelo governador da província do Bié, Boavida Neto.

José Chatuvela afirmou que os trabalhos técnicos, drenagem, água e luz estão na fase final, o que permitirá que as primeiras três mil habitações sejam entregues dentro do tempo estipulado.
“Como podemos ver, as obras correm a bom ritmo. Refiro-me à conclusão da estação de tratamento de água, tratamento de águas pluviais e as outras infra-estruturas de apoio, tudo para dar maior acomodação à população que aqui residir”, disse.
O governante disse ainda que serão necessários mais de 12 megawatts para abastecer a centralidade e esperam receber mais 20 megawatts da vizinha província do Huambo. “Quanto à agua, estamos a concluir o projecto Cuito 1 para abastecer novas áreas de construção da cidade. Aqui na centralidade, o sistema de captação e distribuição deve estar concluído entre os meses de Abril e Maio deste ano”, afirmou.

Obras em curso

O vice-governador afirmou ainda que a distribuição de água no município do Cuito vai melhorar, com a conclusão do sistema Cuito 1, que levará água potável aos bairros Azul, Militar, Ngele e Tchissindo.
“Prevemos aumentar mais sete mil ligações domiciliárias. Actualmente temos mais de seis mil ligações domiciliares na cidade do Cuito, o que é insuficiente para o número de habitantes”, disse.
José Chatuvela disse que o problema de insuficiências afecta também o abastecimento de energia, visto que para cobrir a cidade são necessários 12 megawatts.
“Estamos a produzir cerca de oito e em fase de festas são necessários pelo menos mais dois”, disse o vice-governador José Chatuvela, para quem os 20 megawatts que esperam receber da província do Huambo irão suprir essa falta.

Tempo

Multimédia