Províncias

Moto-taxistas sensibilizados a usar capacete

A directora provincial dos Transportes, Correios e Telecomunicações no Bié, Marta Luís Artur, defendeu, na cidade do Cuito, a necessidade dos moto-taxistas e passageiros usarem o capacete, por questões de segurança.

A directora provincial dos Transportes, Correios e Telecomunicações no Bié, Marta Luís Artur, defendeu, na cidade do Cuito, a necessidade dos moto-taxistas e passageiros usarem o capacete, por questões de segurança.
Em declarações à Angop, manifestou-se preocupada com o aumento da sinistralidade, fundamentalmente os acidentes que envolvem motorizadas, e acrescentou que geralmente o passageiro é o que mais sofre, por se encontrar distraído durante a viagem.
Para influenciar na mudança do quadro na província, a responsável precisou que a direcção dos Transportes, Correios e Telecomunicações, em parceria com o sector de Viação e Trânsito, perspectiva, para breve, acções de formação sobre o uso do capacete e outras normas de segurança junto dos moto-taxistas, ciclistas e a sociedade da região.
Sem adiantar o número de motorizadas licenciadas na circunscrição, Marta Luís Artur aconselhou os moto-taxistas a dirigirem-se àquela instituição com o objectivo de se informarem ou efectuarem a legalização dos seus meios de transporte.
Por sua vez, Bonifácio da Conceição Ngueve, moto-taxista, reconheceu ser uma atitude positiva da direcção dos Transportes, sublinhando que a formação vai munir os motoqueiros e outros de conhecimentos e diminuir os acidentes nas estradas.

Tempo

Multimédia