Províncias

Mulheres aconselhadas a travar o vírus

As mulheres do município do Andulo, província do Bié, foram exortadas, na sexta-feira, a engajarem-se mais nas acções de combate ao VIH/SIDA, contribuindo nos trabalhos de sensibilização da população sobre a pandemia e outras doenças de transmissão sexual.

As mulheres do município do Andulo, província do Bié, foram exortadas, na sexta-feira, a engajarem-se mais nas acções de combate ao VIH/SIDA, contribuindo nos trabalhos de sensibilização da população sobre a pandemia e outras doenças de transmissão sexual.
O apelo foi feito pelo membro da comissão executiva do comité provincial do MPLA, no Bié, Pedro dos Santos, que discursava na abertura da jornada “Jovem Mulher”, promovida pelo Secretariado Nacional da JMPLA, que decorreu de 13 a 16 deste mês.
O responsável frisou que os esforços para o combate contra o VIH/SIDA devem ter por objectivo o reforço da disponibilização dos serviços de prevenção e de cuidados médicos.
 “O VIH/SIDA é e continuará a ser um problema de saúde pública no Mundo e os Estados devem adoptar medidas para evitar a perda de mais vidas humanas e a desestruturação da economia”, esclareceu. Pedro dos Santos salientou que, em Angola, o vírus da SIDA é transmitido em mais de 90 por cento dos casos através de relações sexuais ocasionais, que derivam do envolvimento com múltiplos parceiros, por falta de informação ou por negligência.  O encontro, presidido pelo secretário nacional da JMPLA, Luther Rescova,visou sensibilizar as mulheres no sentido de adoptarem uma postura de maior responsabilidade social.

Tempo

Multimédia