Províncias

Mulheres aptas a resolver os problemas comunitários

José Chaves | Nharea

Cerca de 30 mulheres do município de Nharea, a cerca de 176 quilómetros da cidade do Cuito, vão gerir, nos próximos dias, com maior capacidade as comunidades e resolver problemas relacionados com género e a pobreza.

Pormenor da cidade do Cuito capital do Bié
Fotografia: Jornal de Angola

A organização Plataforma de Mulheres em Acção (PMA) promoveu uma acção de superação, em parceria com a direcção provincial da Família e Promoção da Mulher, para abordar matérias que têm a ver com género, pobreza e liderança.
A directora executiva da PMA, Verónica Sapalo, disse que a acção formativa visou ainda capacitar as mulheres sobre os resultados e indicadores do estudo que a plataforma está a realizar na província.
A responsável sublinhou o facto de os indicadores deixarem explícito que os objectivos da erradicação da pobreza demonstrarem bem o empenho do Executivo, com a sua estratégia nacional, de inverter a questão da fome e da pobreza a nível das comunidades.
A responsável disse que a ideia fundamental da organização é verificar o resultado da estratégia do combate à pobreza ao nível das comunidades rurais, assim como o seu impacto socioeconómico no seio das famílias.
Verónica Sapalo sublinhou que com este levantamento quantitativo, iniciado em 2011, foi concluída a primeira fase do projecto de recolha de dados para determinar, em termos de indicadores, a incidência da vulnerabilidade das famílias.
As mulheres rurais devem sentir-se um pouco mais libertas, terem oportunidades iguais como as outras, embora seja um processo que vai levar muito tempo, por requerer ainda outras acções de capacitação, o que leva à presença da PMA, disse a responsável. As 30 mulheres preparam-se para ser formadoras rurais, alargando os ensinamentos para outras pessoas das comunidades a que pertencem, rematou a responsável da PMA.

Tempo

Multimédia