Províncias

Novas centralidades no Bié dignificam famílias

Matias da Costa | Cuito

Mais de sete mil famílias vão ser acomodadas nas centralidades em construção nos municípios do Cuito e Andulo, na província do Bié, garantiu sábado o coordenador comercial e de marketing da empresa Kora Angola, subscritora do projecto, Crispim Costa.

Milhares de famílias vão ser acomodadas nas centralidade em construção
Fotografia: Arimateia Baptista

Já estão concluídas três mil casas do projecto que contempla serviços sociais, cujas obras tiveram início em 2011, avançou o coordenador.
Decorrem acções de urbanização e construção de sistemas de captação e abastecimento de água potável, tratamento de águas residuais, fornecimento de energia eléctrica, espaços recreativos e vias de acesso, explicou Crispim Costa.
O projecto integra prédios de quatro pisos, com oito apartamentos cada, e vivendas de um e dois andares. As novas centralidades contemplam ainda a construção de prédios mistos, com zona comercial no piso zero, e outra habitacional nos andares superiores.
A empreitada faz parte de um projecto da Kora Angola, que prevê a construção de mais de 40 mil habitações em seis províncias do país, no âmbito do programa do Executivo “Meu Sonho Minha Casa”.
O referido projecto gerou aproximadamente três mil postos de trabalho directos e 8.700 indirectos na província do Bié, onde estão em curso diversas acções de impacto social, para melhorar a qualidade de vida da população.
Das obras em curso, destaque para as dos sectores da Saúde e da Educação, que visam diminuir os índices de mortalidade nas comunidades e inserir mais crianças no sistema normal de ensino.

Tempo

Multimédia