Províncias

Novos casos de tuberculose preocupam as autoridades

José Chaves | Andulo

Um total de 37 novos casos de tuberculose pulmonar e dez extra-pulmonar foram diagnosticados no município do Andulo, província do Bié, durante o primeiro trimestre de 2014, disse ao Jornal de Angola o supervisor da luta contra a doença.

Muitos doentes dão entrada no hospital
Fotografia: José Chaves | Andulo

Tiago Daniel referiu que 30 pacientes receberam alta por melhoria e 17 abandonaram o tratamento sem qualquer explicação, situação que preocupa o sector da Saúde.
No primeiro trimestre deste ano, foram notificados 1.014 novos casos de tuberculose no Bié. O supervisor Provincial de Luta Contra a Tuberculose, Isaías Chicapa, sublinhou que dos casos notificados, 449 apresentaram diagnóstico com “BK+”, 157 “BK-“ extra-pulmonar, 152 abandonaram o tratamento, 31tiveram recaídas, três fracassos, 16 reaparecidos, 591 curados e 58 faleceram devido a agravamento da doença.
As causas apontadas para o abandono do tratamento são a distância que os pacientes percorrem para o local onde são assistidos, associada à falta de acompanhamento por parte das famílias, consumo excessivo do álcool e a ignorância das normas de prevenção da doença entre as comunidades.
Comparativamente ao mesmo período anterior, as autoridades sanitárias da província registaram um aumento de 57 novos casos de tuberculose, situação que continuam a considerar preocupante.  As unidades sanitárias da província possuem medicamentos suficientes para atender os doentes.

Banco de urgência


O Banco de Urgência do Hospital Municipal do Andulo assistiu, entre Maio e Julho deste ano, 13.626 pacientes com enfermidades diversas, disse o chefe de secção da unidade sanitária, Domingos Gabriel.
Das patologias atendidas, constam a malária, doenças respiratórias, diarreias agudas, febre tifóide, hipertensão arterial, traumatismo craniano, fracturas, contusões e escoriações. Acidentes de viação, agressões e queimaduras são alguns dos acidentes registados.

Tempo

Multimédia