Províncias

Número de casos tende a diminuir

José Chaves | Andulo

As autoridades sanitárias do município do Andulo, no Bié, notificaram 10.676 casos de malária, no primeiro trimestre deste ano, menos 2.774 casos em comparação a igual período do ano anterior, anunciou ao Jornal de Angola o chefe da Repartição Municipal de Saúde, José Cambuta.

Durante o período em balanço, registaram-se 20 óbitos por malária, com maior incidência em crianças menores de cinco anos.
No quadro da estratégia do Executivo de combate à doença, a Repartição Municipal de Saúde distribuiu cerca de dez mil mosquiteiros impregnados com insecticida, em diversas unidades sanitárias da região. A redução dos casos de malária na circunscrição tem a ver também com a expansão da rede sanitária a diversas comunas, aldeias, povoações e ombalas da região, facilitando deste modo o acesso das populações aos serviços de saúde.
O Andulo possui quatro centros de saúde e vários postos médicos, construídos em várias localidades, um hospital municipal e dois hospitais missionários, de Chicumbi e Chilesso. Geograficamente, o município do Andulo situa-se a 130 quilómetros a norte do Cuito, capital da província do Bié. Possui uma extensão territorial de 10.700 quilómetros quadrados e tem uma população de 311.544 habitantes.

Tempo

Multimédia