Províncias

Plano de ajuda à mulher "zungueira"

Delfina Victorino | Cuito

A Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher do Bié está a estudar estratégias para, junto dos órgãos competentes do Governo melhorar a vida das vendedoras ambulantes – “zungueiras” – integrando-as no sistema educativo e de formação profissional.
 Este projecto é uma das recomendações saídas do III Conselho Consultivo da Direcção Provincial, realizado na cidade do Cuito, na quinta-feira.

Pretende-se melhorar a vida das zungueiras
Fotografia: Jornal de Angola

A Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher do Bié está a estudar estratégias para, junto dos órgãos competentes do Governo melhorar a vida das vendedoras ambulantes – “zungueiras” – integrando-as no sistema educativo e de formação profissional.
 Este projecto é uma das recomendações saídas do III Conselho Consultivo da Direcção Provincial, realizado na cidade do Cuito, na quinta-feira.
A ideia é a concepção de oportunidades, tanto no mercado formal como no informal, para estas mulheres, através da criação de movimentos femininos e aproveitando as experiências de escolas de campos existente em todos os municípios.  O Conselho Consultivo recomendou que sejam redobradas as acções de educação para o combate à violência no género que atinge níveis preocupantes e às práticas tradicionais negativas.
O uso e consumo exagerado de bebidas alcoólicas e o fraco poder económico das famílias é um dos factores que explica o crescimento da violência doméstica. Por isso, a Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher quer cultivar na consciência do homem a harmonia no seio familiar.
Os participantes no Conselho Consultivo sublinharam que nas comunidades e instituições públicas e privadas já é visível um número importante de mulheres com cargos profissionais e a dirigirem serviços, embora reconheçam que muito ainda há por fazer.
 A ignorância e o esquecimento da sociedade em relação à mulher rural foram outras das preocupações apresentadas.
A directora provincial da Família e Promoção da Mulher, Anabela Ngunga, disse que o encontro decidiu intensificar as acções, programas e projectos específicos de carácter social, para dar resposta aos problemas que afligem as famílias.
A Direcção vai procurar aprimorar a educação cívica e a sensibilização das famílias para o resgate dos valores éticos, morais e culturais, com o envolvimento da sociedade civil.

Tempo

Multimédia