Províncias

População do Bié satisfeita com o trabalho

José Chaves| Cuito

Os passageiros dos comboios do Caminho-de-Ferro de Benguela (CFB), na cidade do Cuito,  província do Bie,  estão satisfeitos com a regularidade da circulação do comboio nos sentido Cuito-Luena-Lua  e vice-versa.

Circulação do comboio veio dar um outro impulso ao transporte de pessoas e mercadoria
Fotografia: Daniel Benjamim|EDIÇÕES NOVEMBRO

Em declarações à reportagem  do Jornal de Angola, na comuna do Cunje, onde está localizada a estação do Cuito,  os utentes exaltaram o trabalho de reabilitação das obras de manutenção que têm garantido a segurança e a ininterrupta circulação do comboio.
Raimundo Cheyala,  um dos passageiros,  afirmou que a circulação do comboio do CFB veio dar um outro impulso à transportação de pessoas e de mercadorias dos municípios do Cuito, Catabola, Camacupa e Cuemba, Bié, e do Luena  ao Luau, no Moxico.
Acrescentou que, apesar do preço acessível praticado, no comboio, também há segurança e comodidade aos passageiros, além de se poder apreciar as belas paisagens ao longo do trajecto.
Arminda Cilingueno, que regressava do Luena, onde visitou a família,  disse ter gostado da viagem de comboio e espera fazê-la mais vezes.
Constantino Félix veio da Lunda Sul e embarcou no comboio do CFB no Luena. Diz que tem sido uma constante fazer uso deste meio, reconhecendo que o transporte ferroviário contribuiu para o desenvolvimento da província, notando-se um fluxo constante de pessoas. A circulação ferroviária entre Benguela, Bié e Moxico ficou interrompida durante 34 anos. Foi em Novembro de 1978 que deixou de circular, devido ao conflito armado que assolou o país.
Após a assinatura dos acordos de paz, a 4 de Abril de 2002, o Executivo angolano apostou na reabilitação do CFB e o comboio voltou a apitar na Estação do Cuito, a 18 de Junho de 2012.
Na província do Bié, num percurso de 326 quilómetros do Chinguar ao Munhango, o Caminho-de- Ferro de Benguela reabilitou 13 estações - Chinguar, Cutato, Capeio, Cunhinga, Cunje (a maior e principal estação do Bié), Chipeta, Catabola, Camacupa, Kwanza, Cueli, Cuiva, Cuemba e Munhango.
Os trabalhos de modernização e de construção de infra-estruturas do Caminho-de-Ferro de Benguela  abrangem 1.347 quilómetros, do Lobito ao Luau, e há cerca de 104 estações na ligação Benguela-Huambo-Bié e Moxico.

Tempo

Multimédia