Províncias

Presidente do Tribunal de Contas visou milhares de processos no Bié

Afonso Belo|Cuito

A Função Pública no Bié tem 2.509 novos funcionários públicos cujos processos de admissão já foram visados pelo Tribunal de Contas. Vão reforçar os sectores da Educação, Saúde e Reinserção Social.

A recepção tardia das quotas para a Saúde contribuiu para que só agora os documentos fossem preparados
Fotografia: Jornal de Angola

A Função Pública no Bié tem 2.509 novos funcionários públicos cujos processos de admissão já foram visados pelo Tribunal de Contas. Vão reforçar os sectores da Educação, Saúde e Reinserção Social.
No sector da Educação foram visados 974 processos, enquanto 38 outros são da Assistência e Reinserção Social. Os restantes são da área da Saúde e do regime geral, perfazendo 53 por cento da quota disponibilizada para a província.  A recepção tardia das quotas para a Saúde contribuiu para que só agora os processos fossem preparados para serem visados e permitir o enquadramento de funcionários.
O presidente do Tribunal de Contas, Julião António, agradeceu o empenho de todos envolvidos que  directa ou indirectamente estiveram envolvidos no processo. Aproveitou para anunciou que na província do Bié os concursos de ingresso na Função Pública não apresentaram anomalias.
Julião António solicitou maior empenho na conclusão da recolha e tratamento dos processos de candidatos para que, em tempo oportuno, sejam homologados e visados pelo Tribunal de Contas, com vista a suprir o défice de funcionários na província.
O governador do Bié, Boavida Neto, disse que os novos funcionários da função pública vão permitir que a província sirva melhor o público e anunciou que a curto prazo, vão ser admitidos mais agentes da função pública para completar a quota atribuída à região.”Estamos satisfeito e desde já agradecido pelo empenho de todos”,disse.
Para o governadordo do Bié, as quotas atribuladas devem reflectir, além da quantidade, a qualidade do funcionalismo público, na responsabilidade de cada um e nas tarefas a serem atribuídas. Julião António procede também, na cidade do Cuito, à homologação de 3.930 processos de ingresso na função pública para a província do Huambo, totalizando 71 por cento das necessidade da região.

Tempo

Multimédia