Províncias

Produtos agrícolas reforçam merenda

Matias da Costa | Kuito

O director provincial da Educação do Bié anunciou, ontem, na cidade do Kuito, a criação de novas políticas de componente provincial que se baseiam na inclusão de produtos nacionais agrícolas para reforçar a oferta da merenda escolar naquela região do país.

Distribuição de merenda escolar incentiva cada vez mais os alunos
Fotografia: Kindala Manuel

O director provincial da Educação do Bié anunciou, ontem, na cidade do Kuito, a criação de novas políticas de componente provincial que se baseiam na inclusão de produtos nacionais agrícolas para reforçar a oferta da merenda escolar naquela região do país.
Manuel Ngonga fez esta revelação quando efectuava o balanço semestral do sector educacional na província, e adiantou que o programa já foi lançado como experiência piloto na localidade de Katengue, município de Camacupa, onde foi acolhido com bastante êxito.
De acordo com o director provincial, a inclusão dos produtos nacionais na merenda escolar visa reduzir o consumo dos importados, em que muitos casos chegam com o prazo de validade vencidos.
Manuel Ngonga disse que, com a introdução de produtos agrícolas, como a banana, maçã, batata-doce e outros, a merenda escolar concorre para a melhoria do ensino.
O director provincial da Educação fez saber que numa primeira fase o programa vai beneficiar cerca de 57 mil alunos na província, assegurando que a direcção da educação, em parceria com o gabinete do plano do governo provincial, elaborou um concurso destinado aos agentes servidores de merenda escolar com vista a cobrir a extensão da província.

Tempo

Multimédia