Províncias

Projecto habitacional tem dezenas de lotes

Afonso Belo |Cuito

O projecto habitacional para a juventude na província do Bié tem disponíveis 200 parcelas de terreno para a auto construção dirigida, informou o director provincial da Juventude e Desportos, Carlos Ulombe da Silva.

Vista parcial da cidade do Cuito onde estão disponíveis lotes para a auto-construção
Fotografia: Jornal de Angola

O projecto habitacional para a juventude na província do Bié tem disponíveis 200 parcelas de terreno para a auto construção dirigida, informou o director provincial da Juventude e Desportos, Carlos Ulombe da Silva.
No bairro decorrem os trabalhos de urbanização. O responsável pela juventude na província informou que à medida que os terrenos vão sendo loteados e urbanizados são também distribuídos aos beneficiários para procederem à construção das habitações. Os trabalhos de preparação dos terrenos são realizados pela Administração Municipal e pela direcção da Urbanização.
Carlos da Silva anunciou que em breve são retomados os trabalhos para conclusão das 30 primeiras casas do bairro social do Cuito, paralisadas há dois anos. João Milton Sapalo, um jovem que espera a atribuição do terreno, pede mais agilidade na execução dos projectos.  Enquanto isso, o sector de energia na província do Bié necessita de 22 megawatts para melhorar o fornecimento de electricidade na cidade do Cuito, alertou ontem o director provincial, Abel Guerra.
O responsável disse à Angop que o fornecimento de energia eléctrica ao Cuito está reduzido a metade, devido a uma avaria em dois grupos geradores dos quatro existentes.
Abel Guerra salientou que a população da província tem crescido consideravelmente nos últimos anos, o que se reflectiu no natural aumento do consumo de energia eléctrica, sendo por isso necessário apostar no investimento de novas infra-estruturas eléctricas.
Para reduzir o défice de energia, o governo do Bié, através do Ministério de Energia, está a desenvolver um projecto que consiste na instalação de quatro grupos geradores em 2011.

Tempo

Multimédia