Províncias

Província acolhe o lançamento do projecto de gestão de terras

Delfina Victorino | Cuito

Um projecto de gestão de terras no planalto central foi lançado sexta-feira, na cidade do Cuito, província do Bié, numa iniciativa do Executivo, em parceira com a União Europeia, com o propósito de valorizar e manter a segurança fundiária nas comunidades.

Durante o acto de lançamento, foram analisados assuntos relacionados com o historial  do projecto terra FAO, situação actual do projecto e futuras actividades, apoio de gestão de terras, entre outros temas.
A vice-governadora para a Esfera Económica, Ana Maria Muvuay, enalteceu a escolha das províncias do Bié e Huambo para o lançamento do projecto de gestão de terras no Planalto Central de Angola e disse que o projecto traz maior incremento na organização das comunidades, tendo em conta a segurança fundiária das zonas rurais, no âmbito da Lei da terra.
Ana Maria Muvuay disse que o desenvolvimento das comunidades baseia-se na produção de alimentos que garantam níveis de segurança aceitáveis, recordando que actualmente na região do Planalto Central não existem grandes pressões sobre as terras de cultivo, o que transmite certa segurança. “O momento actual é essencial e há toda a necessidade de se aproveitar para trabalhar nas questões fundiárias, tendo em conta a paz reinante e o grande desenvolvimento económico que se regista no país”, precisou.
A aplicação deste projecto necessita do empenho da sociedade civil, tendo aconselhado as administrações municipais no sentido da participação activa para a efectivação com êxito das actividades.
O representante da União Europeia (UE) em Angola, Vicente Rodrigues Van Hansema, disse que a instituição possui vários projectos que visam a melhoria das condições sociais da população da região do Planalto Central.Vicente Rodrigues Van Hansema assegurou a continuidade do trabalho da instituição na área da agricultura, das florestas e de gestão de terras, que aponta como um assunto importante e sensível em qualquer país em desenvolvimento.

Tempo

Multimédia