Províncias

Reabilitação de barragem começa brevemente no Bié

Delfina Victorino| Cuito

O Instituto Nacional de Desminagem (INAD) conclui este ano as acções de desminagem nos arredores da barragem de Camacupa, província do Bié, anunciou, na cidade do Cuito, o chefe do departamento provincial da instituição, Barnabé Frederico.

Província com mais energia com a reabilitação da estação hidroeléctrica de Camacupa
Fotografia: Jornal de Angola

O objectivo, segundo Barnabé Frederico, é entregar ao Governo provincial os acessos à barragem hidroeléctrica livres de minas para facilitar a execução do projecto de reabilitação. As acções de limpeza das minas vão incidir sobre 40 hectares, tendo já desminados 39.334 metros.
A  desminagem já permitiu a presença dos empreiteiros para o começo do processo de reabilitação da barragem de Camacupa.
A barragem hidroeléctrica de Camacupa, paralisada há mais de 20 anos, localiza-se no município com o mesmo nome e situa-se a 82 quilómetros do Cuito, capital do Bié.
As reservas fundiárias de Caluapanda 2, Cunhinga, na comuna do Cunje, e o pólo florestal da União dos Camponeses Angolanos (Unaca) beneficiaram também do trabalho de desminagem.
O chefe de Departamento do INAD no Bié assegurou que 34.834.734  metros quadrados de reservas fundiárias estão disponíveis para a construção de novas infra-estruturas sociais. Os operadores removeram oito minas antipessoais, quatro minas antitanque, 241 engenhos não-detonáveis, 5.292 munições diversas e 327.091 metais.
Foram ainda desminados cerca de150 quilómetros de estradas entre os municípios do Cuito e Chitembo para permitir a construção de pontes e facilitar a circulação de pessoas e bens. Para este ano, o INAD tem como prioridade acções de desminagem nas reservas fundiárias de Caluapanda  2, Cunhinga, bem como no projecto agrícola da Fazenda Camacupa.

Tempo

Multimédia