Províncias

Realizados centenas de partos

José Chaves| Andulo

O centro materno infantil do município do Andulo, província do Bié, realizou 281 partos, durante o primeiro trimestre deste ano, mais 40 em relação ao mesmo período do ano passado.

Autoridades sanitárias locais sensibilizam as mulheres no sentido de terem partos seguros
Fotografia: Jornal de Angola

O centro materno infantil do município do Andulo, província do Bié, realizou 281 partos, durante o primeiro trimestre deste ano, mais 40 em relação ao mesmo período do ano passado.
A chefe da referida unidade sanitária, Constância Chiquete, afirmou que, durante o mesmo período, foram realizadas 16 cesarianas e registaram-se 17 nados mortos, não tendo havido mortes maternas.
As patologias mais frequentes foram a malária, diarreias, doenças infecciosas e/ou transmissíveis sexualmente.
A unidade hospitalar tem três médicos, dois de nacionalidade cubana e um coreano, 17 técnicos médios e 49 enfermeiros de vários escalões, e capacidade para internar 37 pacientes.
Entretanto, Constância Chiquete pediu às famílias para prestarem atenção às doenças que assolam as crianças na época do cacimbo. A gripe, pneumonia, bronquite e conjuntivite são as doenças que afectam sobretudo os menores dos zero aos cinco anos de idade, grupo considerado mais vulnerável.
 
Casos de tuberculose

O centro de tratamento municipal de tuberculose do Andulo, província do Bié, diagnosticou 25 casos positivos durante o primeiro trimestre. De acordo com o responsável Francisco Albino, que falava, na semana finda, ao Jornal de Angola, no Andulo, o centro de tratamento de tuberculose diagnosticou quarenta e dois pacientes.
As autoridades administrativas locais estão preocupadas com a proliferação da doença. A comuna de Calussinga é tida como a que mais ocorrências de casos registou junto das comunidades.
O chefe do centro municipal de tuberculose afirmou que o sector da saúde está a criar estratégias de intervenção junto das comunidades para evitar o alastramento da doença. O centro de tratamento de tuberculose tem capacidade para internar apenas oito doentes de casos graves e funciona com apenas nove técnicos, sendo um médio e o restante básico.

Tempo

Multimédia