Províncias

Reclusos fazem formação

Afonso Belo e Elsa Dias *| Cuito

Mais de 60 reclusos estão a realizar uma formação na Escola Profissional da Cadeia de Capalo, no Cuito, anunciou o director interino da instituição prisional.

Acção é feita em parceria com o Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional
Fotografia: João Gomes

Francisco Chivangulula salientou que, no ano passado, outros 30 presos já formados em diferentes especialidades naquela escola, com destaque para carpintaria, marcenaria e serralharia.
A nova etapa de formação é feita em parceria com o Instituto Nacional do Emprego e Formação Profissional (INEFOP).
Além dos formandos em cursos técnicoprofissionais, existem outros prisioneiros que estão a frequentar, pela primeira, aulas de alfabetização na referida cadeia, que tem 149 detidos, todos condenados.
O programa de formação da população penal é uma determinação do Executivo, destinada a ­possibilitar aos reclusos participarem activamente nas resoluções de problemas sociais, depois de cumprirem as penas.
/>Plantação de árvores

Mais de 500 árvores foram plantadas em bairros periféricos da vila do Andulo, por militantes da Organização da Mulher Angolana (OMA).
A acção visa também a sensibilização da população sobre a importância da protecção do Ambiente e a proibição de queimadas anárquicas. A secretária municipal da OMA no Andulo, Elisa da Graça, disse que a plantação de árvores contou com a presença de 100 militantes.
A OMA promoveu igualmente uma campanha de limpeza nas principais artérias da vila do Andulo, que consistiu na recolha de resíduos sólidos.

* Com José Chaves | Andulo

Tempo

Multimédia