Províncias

Rede de captação de água em reabilitação

José Chaves | Andulo

As obras da primeira fase de requalificação e ampliação da rede de captação, tratamento e abastecimento de água potável da vila do Andulo, província do Bié, começaram no final do mês de Março, anunciou ontem ao Jornal de Angola o chefe da repartição municipal de Energia e Águas, Fernando Chingando.As obras, que são da responsabilidade do Ministério da Energia e Águas, têm como objectivo a melhoria da nascente, colocação de novas redes e reabilitação de sete chafarizes públicos.

A conclusão da obra vai permitir que a população deixe de percorrer longas distâncias
Fotografia: Jornal de Angola

As obras da primeira fase de requalificação e ampliação da rede de captação, tratamento e abastecimento de água potável da vila do Andulo, província do Bié, começaram no final do mês de Março, anunciou ontem ao Jornal de Angola o chefe da repartição municipal de Energia e Águas, Fernando Chingando.As obras, que são da responsabilidade do Ministério da Energia e Águas, têm como objectivo a melhoria da nascente, colocação de novas redes e reabilitação de sete chafarizes públicos.
O empreendimento, enquadrado no programa do Executivo “Água para todos”, visa ainda a construção de dois novos chafarizes, a construção de 175 ligações domiciliares, com contadores.
Fernando Chingando esclareceu que este é um dos vários projectos que têm como finalidade facilitar o acesso da população à água potável. />O responsável referiu que, com a execução deste projecto, muitos cidadãos deixam de percorrer longas distâncias à procura de água e que o novo sistema tem capacidade para 50 metros cúbicos por hora, para produzir água de qualidade, como recomenda a Organização Mundial de Saúde.
A nova conduta de água potável  tratada tem uma extensão de mais de cinco mil metros, com um reservatório com capacidade de 60 metros cúbicos.
A obra dura um ano. A consignação do contrato aconteceu em Novembro do ano passado. A empreitada está orçada em mais de dois milhões de dólares.
O fornecimento de água à sede municipal e aos bairros periféricos é hoje de 20 por cento. O município do Andulo situa-se 130 quilómetros a norte da cidade do Cuito. A localidade, que cobre uma área de 10.700 quilómetros quadrados, tem uma população estimada em 311.544 habitantes.

Tempo

Multimédia