Províncias

Rede de transportes públicos tem registado maior procura

Delfina Victorino | Cuito

As paragens dos transportes públicos da cidade do Cuito, capital do Bié, têm estado a registar enchentes devido às férias escolares e à época festiva que se aproxima.

Autocarros que fazem ligações interprovinciais e com os demais municípios da província do Bié são os mais solicitados pela população
Fotografia: Jornal de Angola

As paragens dos transportes públicos da cidade do Cuito, capital do Bié, têm estado a registar enchentes devido às férias escolares e à época festiva que se aproxima.
A reportagem do Jornal de Angola constatou que, nos últimos dias, se regista um maior número de pessoas a recorrer aos serviços dos transportes públicos estatais e privados, sobretudo aqueles que fazem ligações interprovinciais e com os demais municípios da província.
As transportadoras SGO, EDT e Chimbinha & Filhos são as mais procuradas pelas pessoas e outros transeuntes que desejam deslocar-se a Luanda e a Benguela e vice-versa, enquanto os populares que circulam entre municípios recorrem à frota de autocarros cedidos pela direcção provincial dos Transportes à empresa angolana Sofofe Lda.   O preço dos bilhetes de passagem é considerado razoável pelos utentes. A SGO, empresa com sede em Luanda e que circula no Cuito desde 2008, cobra 4.250 kwanzas pela rota Cuito/Luanda. As empresas EDT e Chimbinha & Filhos, que fazem o percurso Cuito/Lobito cobram 2.250 kwanzas por passageiro. Todos os meios têm capacidade para transportar 48 pessoas.  Para os autocarros que circulam no interior dos municípios, o preço do bilhete está fixado em 750 kwanzas, enquanto os transportes urbanos cobram 350 kwanzas por pessoa. Além dos preços, as garantias de segurança e maior comodidade motivam as pessoas a utilizarem os serviços prestados por estas transportadoras.
Bernarda Paulino é natural de Luanda, mas desloca-se frequentemente ao Cuito nos autocarros da SGO, por serem seguros, e elogiou o trabalho do Executivo em melhorar as estradas. “Estou satisfeita ao ver as condições da estrada nacional que liga a cidade do Cuito ao Huambo”.
O ministério dos Transportes, em colaboração com o governo da província, entregou, em 2009, 90 autocarros que foram distribuídos aos nove municípios do Bié, para aliviar a circulação das pessoas e mercadorias dentro da província.
De igual modo, sete novos autocarros foram entregues pela Direcção Provincial dos Transportes e Telecomunicações do Bié à empresa Sofofe Lda., perfazendo uma frota de 17, para actuar exclusivamente no município de Chitembo.
Os meios de transporte fazem trajectos para alguns municípios, como o do Chinguar, Cuito e Camacupa, e ainda se deslocam até à província do Kuando-Kubango.

Tempo

Multimédia