Províncias

Registados milhares de casos no Andulo

José Chaves | Andulo

O sector da Saúde de Andulo tem feito um acompanhamento regular e especializado junto das comunidades para  evitar o abandono massivo ao tratamento da tuberculose, disse ontem o supervisor municipal do Programa de Combate à Tuberculose.

Tiago Daniel disse que, em 2015, houve um aumento de mais 22 casos de tuberculose,     maioritariamente de pacientes que abandonaram o tratamento ambulatório.
O supervisor municipal do Programa de Combate à Tuberculose referiu que o consumo desregrado de bebidas alcoólicas e a falta de alimentação adequada são, entre outras, as principais causas da doença.
Tiago Daniel realçou que o tratamento da tuberculose à base de antibióticos é 100 por cento eficaz, desde que não haja abandono. “A cura leva seis meses, mas, muitas vezes, o paciente, sob influência de familiares, acaba desistindo antes do tempo”. O supervisor pediu as populações para reduzirem  o consumo de bebidas alcoólicas, admitindo que maior parte dos casos registados foi em homens com idades compreendidas entre os 35 e 65 anos.
O centro de diagnóstico da tuberculose do Andulo tem capacidade para albergar 34 pacientes, controla  115 doentes em tratamento ambulatório.

Tempo

Multimédia