Províncias

Registo gratuito no Andulo

José Chaves | Andulo

A Conservatória do Registo Civil do Andulo emitiu, no primeiro trimestre deste ano, 6.402 assentos de nascimento, mais 571 do que no mesmo período em 2015,  disse ontem, ao Jornal de Angola, a chefe da Conservatória Municipal do Registo Civil, Cartório e Notariado.

População das áreas rurais do município do Andulo têm mais facilidade para obterem documentos como assentos de nascimento
Fotografia: Nicolau Vasco

Fernanda Madalena considerou positivo o balanço das actividades do primeiro trimestre, sendo Janeiro e Fevereiro os meses com maior procura, por coincidirem com o começo das aulas. Centenas de pessoas, salientou, acorrem todos os dias à conservatória para obterem a cédula pessoal,  ao contrário do que sucedia em anos anterior em que havia pouco interesse em adquirir aquele documento.
Fernanda Madalena avançou que a entrada em vigor do registo gratuito está a incentivar as pessoas a acorrerem em massa aos postos de registo.“A  intenção das autoridades é satisfazer um número ainda maior de cidadãos que solicitam assentos de nascimento, quer adultos como crianças.”  É uma oportunidade dos serviços de registo gratuito,  frisou Fernanda Madalena, para quem esta actividade tem passado por um processo rigoroso, que conta com a colaboração dos sobas e líderes das comunidades. “Temos trabalhado em colaboração com as autoridades tradicionais e líderes das comunidades para depurar a verdadeira naturalidade dos solicitantes,  uma vez que o município do Andulo é propenso à imigração ilegal”,  disse.
Fernanda Madalena afirmou que  os serviços de registo no município destacaram brigadas móveis nas comunas de Calussinga, Chivaulo e nas povoações de Chicumbi, Canduvene, Caiuva, Canata e no centro materno infantil.

Tempo

Multimédia