Províncias

Retomadas obras de ampliação

José Chaves | Andulo

As obras de ampliação da rede de captação e reabilitação dos sistemas de tratamento de água de Andulo, na província do Bié, retomaram há dias, após uma interrupção dos trabalhos por mais de quatro meses, anunciou ontem o administrador municipal adjunto para a área técnica e infra-estruturas.

Projecto traz benefícios à população numa altura em que a distribuição de água na urbe ainda é precária por possuir um sistema antigo
Fotografia: Dombele Bernardo

António Capita disse que o projecto, inserido no Programa de Extensão e Melhoramento do Fornecimento de Água, foi lançado em Maio do ano transito e tem fim previsto para 2018.
Quando terminarem as obras, a cargo da empresa nacional Kalipre Dassala, Lda, prevê-se um aumento dos níveis de abastecimento para 70 litros de água diariamente por pessoa. Neste momento, a construtora procede à escavação do solo e a implantação da tubagem do tipo PHD. A conduta de transporte e a rede de distribuição domiciliar vão ser remodeladas na totalidade.
As obras começam nos sistemas de captação, reservatórios, condutas adutoras e, posteriormente, arrancam os trabalhos na rede de distribuição. O projecto  permite  3.700 ligações domiciliares e a construção de 30 chafarizes públicos, para acabar com as roturas constantes na canalização e falhas no abastecimento de água.
O administrador municipal adjunto do Andulo realçou que o sistema de abastecimento possui uma operatividade precária, o que provoca um baixo nível de atendimento regular e a deficiência na qualidade. António Capita disse que o Governo  continua  a trabalhar para reabilitar e ampliar o sistema de abastecimento e tratamento de água, bem como reforçar as acções de saneamento básico da cidade do Andulo.
O projecto em curso traz grandes benefícios à população, por reconfigurar e potenciar todo o sistema de distribuição, numa altura em que a redistribuição de água na urbe ainda é precária, por possuir um sistema antigo, com mais de 50 anos, disse António Capita.
“Isto fez com que aumentassem as roturas e a incapacidade de suportar a pressão”, disse o administrador municipal adjunto para quem a concretização do projecto vai proporcionar aos consumidores água potável, em abundância e de qualidade.
O município do Andulo localiza-se  130 quilómetros a norte da cidade do Cuito e tem 234.791 habitantes.

Tempo

Multimédia