Províncias

Saúde infantil em progresso no Andulo

 O Centro Materno Infantil do município do Andulo, província do Bié, assistiu, no ano passado, três mil crianças até aos 13 anos, com diversas patologias, informou, ontem, a directora da instituição.

 O Centro Materno Infantil do município do Andulo, província do Bié, assistiu, no ano passado, três mil crianças até aos 13 anos, com diversas patologias, informou, ontem, a directora da instituição.
Constância Aurélio Chiquete afirmou que foram realizadas 11 mil consultas de pré-natal e sete mil de pediatria. A malária, bronquites, gastrites, tuberculose pulmonar, conjuntivite, anemia e pneumonia são as principais doenças registadas pelo centro durante o ano passado.
Constância Aurélio sublinhou que, durante o ano de passado, o centro registou 1.367 partos e a morte de 40 crianças, na sua maioria por malária e diarreias agudas. Referiu que diariamente são realizadas 50 consultas de pré-natal e 60 de pediatria. 
A malária é uma das patologias que mais preocupa as autoridades de saúde pública do município do Andulo.
Constância Aurélio Chiquete apelou aos país para utilizarem mosquiteiros a fim de protegerem os filhos contra a malária. 
As crianças são assistidas por 71 técnicos de saúde e dois médicos.   
“O Centro tem registado muitos partos e tudo temos feito para que a assistência seja feita com todos os cuidados”, disse Constância Aurélio Chiquete, acrescentado que existe projectos para a Maternidade. 

Tempo

Multimédia