Províncias

Saúde reprodutiva é tema de acções de sensibilização das mulheres

Mais de 20 mil mulheres em idade fértil participaram de Junho a Setembro em sessões de planeamento familiar no Cunene contra 3.500 de idêntico período de 2011, disse, à Angop, a supervisora provincial de Saúde Sexual Reprodutiva.

Mais de 20 mil mulheres em idade fértil participaram de Junho a Setembro em sessões de planeamento familiar no Cunene contra 3.500 de idêntico período de 2011, disse, à Angop, a supervisora provincial de Saúde Sexual Reprodutiva.
Angélica Kaulikaliwa lembrou que o planeamento familiar não se destina apenas a mulheres, mas aos casais, que devem recorrer a ele desde jovens para planificarem a vida reprodutiva.
O método, referiu, não serve para as mulheres deixarem de ter filhos, mas para se evitarem gravidezes indesejadas e abortos clandestinos.
A supervisora Provincia de Saúde salientou a importância das mulheres fazerem consultas trimestrais para saberem se o método utilizado surte o efeito desejado e de se fazerem acompanhar dos companheiros para a mensagem ser compreendida por ambos.

Tempo

Multimédia