Províncias

Seminário aborda violência familiar

Mais de trinta funcionários de instituições públicas que lidam com os problemas de violência familiar na província do Bié, participam desde segunda-feira numa acção formativa no Cuito sobre as plataformas dos sistemas integrados de indicadores do género, disse a formadora do Ministério da Família da Promoção da Mulher, Neide Gomes.

Neide Gomes disse que durante cinco dias as participantes vão debater  assuntos sobre   monitorização de actividades e projectos (SIIMAP), ferramentas do Microsoft Office (Microsoft word, excel, windows e outros) permitindo que os dados estatísticos sobre a violência domestica, a nível das direcções provinciais e administrações municipais sejam apresentados numa base da informática e, sobretudo, sejam fiáveis.
Neide Gomes sublinhou que constitui desafio do sector trabalhar na redução dos índices de violência doméstica no seio das famílias para garantir a harmonia na sociedade. “Além da formação tecnológica, os participantes estão a melhorar os seus métodos de aconselhamento e, fundamentalmente, no tratamento específico dos pacientes”, disse Neide Gomes, que considerou que, globalmente, a  violência doméstica em Angola é ainda bastante alta, sobretudo contra as mulheres.
Com a formação, o Ministério da Família da Promoção da Mulher pretende  reforçar as habilidades dos funcionários no atendimento das questões ligadas ao género, sobretudo na prestação de um serviço de qualidade às todas as pessoas vítimas de violência.
As questões relacionadas com a violência no seio da sociedade têm estado na agenda do Governo, que criou vários mecanismos para se acabar com o fenómeno, que provoca a desestruturação de muitas famílias angolanas.

Tempo

Multimédia