Províncias

Traçada estratégia para redução da sida

Delfina Victorino | Cuito

O Governo Provincial do Bié criou uma estratégia de redução acelerada e mais eficaz dos casos de infecções sexualmente transmissíveis, incluindo o vírus da Sida, no âmbito do primeiro encontro do comité de luta contra as doenças, que decorreu no município do Cuito.

Instalados nos municípios centros de testagem voluntária para permitir à população conhecer mais facilmente o estado serológico
Fotografia: Santos Pedro

Entre as grandes acções, a organização criou os comités municipais e comunais, com vista a garantir a estabilidade e controlo da doença nas zonas de maior movimento populacional e assegurar a redução através do trabalho de informação exercida pelas autoridades tradicionais da região.
O governador do Bié, Boavida Neto, que é também o coordenador provincial do Comité de Luta Contra a Sida, pediu o empenho de todos para inverter o actual quadro da doença.
Boavida Neto disse que a reorganização do comité contra as doenças transmissíveis sexualmente, não pode ser compreendido como um simples encontro de pessoas, mas o ponto de partida para a criação de organismo dinâmico.
Durante o encontro, o governador provincial  solicitou aos membros do comité a criação de uma organização interactiva e que trabalhe na redução dos casos de Sida.
Na província do Bié é necessário auxiliar as organizações não governamentais que trabalham no combate e redução da sida e as autoridades tradicionais para que estas cumpram o seu papel de educação em relação à prevenção da enfermidade.
Boavida Neto sublinhou que fazer um combate positivo à doença e ao vírus no  Bié deve constar das metas a alcançar pelo comité provincial de luta contra a Sida.
“Cada instituição ou organização tem que ter um plano específico, para desenvolver as actividades e fortalecer o comité com acções positivas e obter dados estatísticos credíveis dos factos e acções que podem realizar”, realçou o governador do Bié. O supervisor provincial de do programa de luta contra a Sida, no Bié, Adelino Camato, explicou que, no ano passado, 63.513 pessoas foram testadas em todos os municípios da província para a actualização dos dados da Sida na região.Em relação ao número de pessoas infectadas, Adelino Camato assegurou que 1.061 pessoas estão contaminadas na província do Bié.
O Instituto Nacional de Luta Contra a Sida acompanha 1.215 seropositivos, com o fornecimento de medicamentos e aconselhamento sobre as melhores formas de viver com o vírus.  As mulheres são as mais diagnosticadas, tendo em conta a vulnerabilidade e a obrigação de fazer o teste durante a fase da gestação.
O supervisor explicou que os municípios do Cuito, Camacupa e Andulo são os mais afectados pelo vírus da Sida.
Adelino Camato realçou ainda que em todos os municípios da província do Bié existem centros de testagem voluntária implantados nos hospitais, para facilitar à população saber o seu estado serológico.

Tempo

Multimédia