Províncias

Várias escolas no Bié com obras incompletas

Delfina Vjctorino

Um total de 20 escolas nas comunas de Caiueira, Lúbia e Njele, municípios de Catabola, Nharêa e Cuito estão com as obras paralisadas, disse ontem ao Jornal de Angola o director provincial do Bié das Obras Públicas.

Fotografia: Agostinho Narciso | Edições Novembro

“Várias obras sociais e económicas estão abandonadas e inacabadas pelos empreiteiros em diversos municípios da província do Bié”, afirmou Salomão Pascoal, para acrescentar que 50 acções sociais estão paralisadas na província, por ra-zões financeiras. 
Salomão Pascoal explicou que algumas empresas não cumprem com os seus compromissos, dificultando os objectivos do Governo que visam a melhoria da qualidade de vida da população.  Salomão Pascoal disse que as empresas vão ser notificadas para esclarecerem as razões que estão na base da paralisação das obras que lhes foram adjudicadas, pois muitas delas já foram pagas na totalidade.
“Os projectos inacabados vão ter neste novo quinquénio um acompanhamento especial, para serem concluídos e satisfazer as necessidades da população.” 
Os municípios do Cuito, Camacupa e Chitembo são as localidades com maior número de obras paralisadas, com destaque para escolas, laboratórios, bibliotecas, postos médicos e obras do sector da Justiça.

Tempo

Multimédia