Províncias

Bolsas de estudo americanas atraem estudantes angolanos

A Embaixada dos Estados Unidos lançou quinta-feira, em Luanda, a vigésima edição de candidaturas a bolsas de estudo do Governo norte-americano para cursos de mestrado referentes ao ano académico 2018.

A concessão de bolsas de estudo é resultante de um programa denominado “Fulbright”, para o qual podem concorrer estudantes que queiram fazer cursos de várias áreas do conhecimento científico, excepto os ligados à Medicina e à Teologia.
O programa “Fulbright” foi criado para fortalecer as relações entre o povo norte-americano e os de outros países. As bolsas de estudo são concedidas para as áreas de administração pública, análise e gestão de política pública, ciências políticas, desenvolvimento económico, direito e direitos humanos, economia agrícola, finanças e banca, gestão de meio ambiente, jornalismo, planeamento educacional, saúde pública e planeamento regional e urbano. Naomi Mattos, a responsável pelo programa e secretária de imprensa, cultura e educação da Embaixada dos Estados Unidos em Angola, informou que as candidaturas devem ser apresentadas até ao dia 14 de Abril e os admitidos vão frequentar, em regime presencial e em tempo integral, cursos de mestrado em universidades americanas.
Para o acesso às bolsas de estudo “Fulbright”, os candidatos devem, necessariamente, possuir o diploma de licenciatura, a nacionalidade e residência em Angola e falar fluentemente o inglês.
O programa “Fulbright” foi estabelecido em 1946, pelo Congresso dos Estados Unidos, com o propósito de elevar o entendimento mútuo entre os EUA e outros países, através do intercâmbio entre pessoas,  conhecimento e competências.
Desde o início do programa, perto de 50 mil estudantes americanos e mais de 150 mil de outros países beneficiaram do Fulbright, entre os quais 45 angolanos.
Angola passou a fazer parte do programa desde 1998. Em Janeiro deste ano, foi enviado um estudante para frequentar o curso mestrado em Gestão Escolar e dois aguardam por colocação nos cursos de Contabilidade e Relações Internacionais.
Anualmente, o programa “Fulbright” atribui a estrangeiros 1.800 novas bolsas, para a frequência em conceituadas universidades norte-americanas. A bolsa de estudo “Fulbright” é altamente competitiva e exige que o candidato cumpra todos os requisitos de elegibilidade, cujo processo de selecção leva um ano.

Tempo

Multimédia