Províncias

Administração pune infractores

A Administração Municipal de Cabinda promete sancionar severamente os cidadãos e empresas que cometem actos deliberados que resultem na acumulação do lixo, bem como os que despejam resíduos em locais impróprios, advertiu terça-feira, naquela cidade, o administrador Artur do Carmo Manuel.

A advertência foi expressa durante uma conferência de imprensa  para denunciar três empresas privadas locais, que foram surpreendidas a depositar lixo em locais impróprios, ao longo de algumas artérias da cidade.
Artur Manuel disse que no  final de semana  foi vista, pela população, junto ao triângulo  Caio Litoral, Cabassango e Subantando, uma viatura da empresa Cab-Alimentar a depositar lixo no meio da estrada e, após a denúncia, foi surpreendida pelos fiscais da Administração Municipal.
“Já produzimos o acto de transgressão, de acordo com a Lei das Transgressões Administrativas, de 12/11, de 16 de Fevereiro, para além da notificação para o pagamento da respectiva multa”, disse.
Além da Cab-Alimentar, foram  surpreendidas as empresas Sango e    AMPA. O administrador municipal de Cabinda, Artur do Carmo Manuel, assegurou que as medidas punitivas pelas transgressões administrativas, sobretudo as relacionadas com o despejo de lixo em locais impróprios,  estendem-se  aos pais que mandam os filhos menores depositarem o lixo fora dos contentores.
A cidade de Cabinda e arredores têm vindo a deparar-se com grande amontoado  de lixo.

Tempo

Multimédia